Osteomielite

A osteomielite é um processo infeccioso do tecido ósseo, causada principalmente por bactérias, que compromete a porção cortical e esponjosa do osso, bem como o canal medular.
Pode ser classificada em:
De acordo com a duração dos sintomas:
Aguda: dias ou semanas
Crônica: meses ou anos

De acordo com a disseminação:
Não hematogênica: resultado da disseminação contígua da infecção para o osso de tecidos moles adjacentes e
articulações ou via inoculação direta da infecção no osso (como resultado de trauma ou cirurgia)
Hematogênica: microorganismos que semeiam o osso no contexto da bacteremia.

A dor, provocada pela hiperemia tecidual e aumento da pressão intraóssea, geralmente é a primeira queixa do paciente com osteomielite, que apresenta instalação aguda e aumento progressivo da intensidade com o passar das horas. A
característica dessa dor é a resistência a analgésicos comuns, e com a evolução o paciente se torna irritadiço, perde o apetite e diminui as atividades habituais. O edema surge nos primeiros dias e se torna mais volumoso com o tempo. O edema e a inflamação de partes moles também provocam impotência funcional, que surge logo na fase inicial e piora com a evolução. Quando há o envolvimento do membro inferior a claudicação é o sinal mais frequente.

O paciente com osteomielite apresenta frequentemente antecedente de infecção, febre de intensidade variável, sem correlação entre clínica e gravidade. A osteomielite hematogênica pode se manifestar como uma doença aguda sistêmica, com mal-estar, febre, calafrios, leucocitose e dor intensa sobre a região afetada. O paciente, no entanto, pode apenas apresentar febre inexplicada, principalmente lactentes ou uma dor localizada na ausência de febre em adultos.

O tratamento da osteomielite consiste inicialmente com punção local em centro cirúrgico. Caso seja aspirado pus, deve-se realizar drenagem cirúrgica de partes moles. Se houver pus subperiosteal, é preciso fazer perfurações ósseas com broca adequada ou aberta uma pequena janela com formão fino, e com isso o local é lavado e o material bacteriano
e tecido necrosado é expulso. A antibioticoterapia deve ser instituída logo após cultura de material e antibiograma, mas se deve iniciar o tratamento antes do resultado empiricamente. O tratamento da osteomielite hematogênica consiste em antibioticoterapia parenteral. Normalmente, o tempo de tratamento é de 4 a 6 semanas, sendo que se o paciente se mantiver estável nos 10 primeiros dias, a medicação pode ser passada para via oral a nível ambulatorial.

Dra. Monize Bernardinetti – Ortopedia e Traumatologia – CRM-SP: 206.140 | RQE: 110272

Compartilhar:

Outros Artigos:

Você conhece a tabela Pantone?

A tabela Pantone é uma escala e padronização de cores, para que sejam usadas de forma uniformemundialmente e tendências sejam seguidas. É uma tabela referência

Aposentadoria especial para médicos

A atividade exercida por profissionais da área da saúde, na grande maioria das vezes está em contato habitual e permanente com agentes nocivos à saúde,