O Impacto do Excesso de Exames Médicos na Prática Clínica Moderna

O excesso de solicitações de exames médicos é um problema crescente na prática clínica moderna, causado por fatores como medicina defensiva, pressão dos pacientes, avanços tecnológicos e falta de tempo para avaliações clínicas detalhadas.

A medicina defensiva ocorre quando médicos pedem exames adicionais para evitar processos judiciais. Embora possa reduzir a chance de erros de diagnóstico, resulta em uso desnecessário de recursos, elevando custos para pacientes e sistemas de saúde. A pressão dos pacientes, munidos de informações da internet, leva os médicos a cederem a pedidos de exames para satisfazer expectativas.

Os avanços tecnológicos oferecem uma vasta gama de exames sofisticados, usados muitas vezes para obter diagnósticos rápidos e precisos, mesmo quando não necessários. A falta de tempo para anamnese e exame físico completos incentiva a solicitação de exames para compensar a ausência de uma avaliação clínica aprofundada.

Essa prática traz diversos malefícios. Além do custo financeiro elevado, o excesso de exames pode levar a diagnósticos excessivos e tratamentos desnecessários, expondo pacientes a riscos evitáveis. Exames radiológicos frequentes aumentam a exposição à radiação e exames invasivos podem causar complicações.

Para mitigar esse problema, é essencial promover a educação contínua dos médicos sobre a importância de uma avaliação clínica completa e criteriosa.
Protocolos clínicos bem definidos devem ser seguidos para garantir que os exames sejam solicitados apenas quando realmente necessários.

Dr. Mario Casemiro Junior – Diretor de Defesa Profissional APM

Compartilhar:

Outros Artigos: