HERPES ZOSTER

Também conhecido como “COBREIRO”, é uma doença que apresenta pequenas bolhas em qualquer parte do corpo, que podem ser muito dolorosas, por vezes descritas como “horríveis” e “extremas”. Mais comum em pessoas com mais de 50 anos de idade e adultos com sistema
imune enfraquecido.
IMPACTO DA DOENÇA
99,5% dos adultos com 40 anos ou mais já estão infectados com o vírus que causa o HERPES ZOSTER. Estima-se que 1 em cada 3 desenvolverão a doença.

SINTOMAS
Os primeiros sinais do Herpes Zoster podem ser a aparição de erupções cutâneas atreladas à sensação de formigamento, dor em uma área da pele, dor de cabeça ou mal-estar geral.
Pode causar fisgadas e sensação de dor aguda proporcional a de um choque.
Pode levar até 4 semanas para as erupções sumirem. Alguns pacientes sofrem de dor prolongada ou outras complicações.

COMPLICAÇÕES
É uma doença que pode ter complicações graves e prolongadas. Uma delas é a neuralgia pós-herpética, dor aguda nos nervos que pode persistir por anos, podendo afetar até 30% dos pacientes com a doença.
Outras complicações também podem incluir:
Infecção secundária das erupções do herpes zoster;
Herpes Zoster ótico – também conhecido como síndrome de Ramsay Hunt, ocorre quando o vírus infecta o nervo facial;
Herpes Zoster oftálmico – ocorre quando o vírus infecta os nervos afetados ao redor do olho;
Complicações no sistema nervoso central e periférico;
Complicações cardiovasculares;
Impacto negativo na qualidade de vida, entre outros.

SE VOCÊ JÁ TEVE CATAPORA, O VÍRUS JÁ ESTÁ DENTRO DE VOCÊ!
Depois que uma pessoa adquire catapora, o vírus permanece adormecido dentro do corpo por toda a vida.
Nosso sistema imune naturalmente enfraquece ao longo do tempo conforme envelhecemos, o que pode permitir a reativação do vírus da catapora, causando o Herpes Zoster.

O HERPES ZOSTER PODE SER TRATADO OU PREVENIDO?
Sim, o Herpes Zoster pode ter os sintomas tratados através de medicamentos e ser prevenido através da vacinação. Outras formas de evitar a propagação do vírus incluem a lavagem das mãos após tocar nas feridas e a desinfecção dos objetos contaminados.

DEPOIMENTOS:
Era muita dor, como se queimasse, a pele toda estava sensível. Às vezes eu perdia a sensação do lado direito da perna, me segurava na parede… Parecia que eu ia ficar paraplégico. PAULO, 79 ANOS

O Herpes Zoster é muito violento não só pela dor, mas pela diversidade da dor. Por vezes você sente tomando uma facada nos órgãos, uma ardência insuportável e tudo incomoda, tudo dói e ela te deixa literalmente à flor da pele. JOANA, 50 ANOS. Era como um CHOQUE ELÉTRICO dentro de mim.

Esta é a maneira que pacientes relatam a vivência com a doença.

Em alguns casos a dor do Herpes Zoster foi descrita como pior do que a dor do parto.

Indaiá Vacinas – Vacinação e Imunização Humana

Compartilhar:

Outros Artigos:

Afinal o que é projeto arquitetônico?

Quando projetamos um espaço é muito importante pensar no indivíduo que frequentará esse local. Um arquiteto possui mecanismos que podem tanto interferir no desenvolvimento e