A União Faz a Força

No dia 14 de abril passado, o Casa Grande Hotel de Guarujá abrigou o V Encontro de Líderes da APM.
Líderes estaduais, distritais e regionais ali se reuniram para fazer um balanço da situação presente, ouvir as regionais, mas também juntos, pensar as estratégias para o futuro que queremos.

A Palestra “Juntos somos mais fortes: Integrando e potencializando pessoas”, oferecida por Fernando Arbache da MIT Professional Consultancy e CEO da Arbache Innovations, com muita maestria e clareza nos colocou no fulcro das questões inerentes ao associativismo, no que tange à
sua realidade, suas metas e seus desafios.

Para todos, a clara mensagem que ficou é que para a sobrevivência do Associativismo, a inovação é a chave que pode nos levar ao êxito,
na união da classe, na preservação da essência da profissão médica e da medicina.

Temos consciência de que vivemos um momento crítico para medicina no Brasil. Neste contexto, várias são as ameaças enumeráveis como a
alienação e o desinteresse dos mais jovens, a pulverização e a mercantilização da formação, a captura e a manipulação a favor de
interesses diversos daqueles que fundamentam os princípios hipocráticos.

A defesa destes princípios nunca será bem-sucedida, cada um lamuriando ou esbravejando no seu canto. Se fazem urgentes e mandatórias, ações conjuntas e coordenadas, orquestradas por pessoas com veias de líderes, que tenham para si, o propósito de transformar a sua realidade, oferecendo motivação e colhendo engajamento.

Haveremos de ser inovadores na compreensão e nas estratégias para envolver aqueles que ainda não perceberam a importância de pertencer a uma classe que defenda sua profissão, seus interesses. Em agosto, teremos eleições para o CREMESP e para APMs, uma excelente oportunidade para que juntos possamos mudar o cenário, através da RENOVAÇÃO.

Dr. Gabriel C. Alvarenga – Diretor de Defesa Profissional da APM

Compartilhar:

Outros Artigos:

PARQUE DO TERROR WARNER BROS

Imagine só entrar no assustador corredor do hotel e no misterioso quarto 237 de “Doutor Sono”; dar uma espiada na casa de Regan Macneil, de