Indaiatuba, 21 de Abril de 2019

Dúvidas? Entre em contato: (19) 3875-7200

A DEMANDA E A FORMAÇÃO MÉDICA NO BRASIL

Publicado em 29/05/2015 às 19h05

Categoria: Especial

Autor: Não definido - Não definido



Vemos o número de escolas que passa de 240, e esquecemos de que 860 vagas foram fechadas em 2010, por obra do MEC. As exigências de qualidade devem ser aprimoradas. Qual o número de médicos necessários ao país? O CFM diz que há médicos suϐicientes no Brasil, e que o problema está na distribuição. A questão da má distribuição só será resolvida se houver uma carreira de Estado, como no Canadá ou nos Estados Unidos. É por isso que não é possível montar um sistema de saúde como o desses países. Custa caro, mas essa é uma opção política de onde se quer aplicar o dinheiro. O ensino médico é caro, exige a formação de professores, hospitais-escolas preparados e vagas de residência. E o que temos visto, com frequência, é a abertura de faculdades sem qualidade e estrutura para o ensino da Medicina. Estão previstas novas escolas em várias regiões do País. Somente no nosso estado, 14 novas escolas! Sou testemunha, na universidade onde trabalho, da imensa diϐiculdade de contratação de novos professores e preceptores com formação acadêmica para o exercício do ensino médico! De 1996, quando tínhamos 82 escolas de Medicina, para 2014, quando já temos 242 – das quais 70% privadas, com mensalidades que ultrapassam a R$ 6 mil -, considero um equívoco autorizar mais 39 cursos, todos privados. Não há corpo docente – que terá de ser improvisado, com prejuízo na formação dos médicos que cursarem essas faculdades. Serão abertas 11.500 vagas nos novos cursos de Medicina no Brasil até 2017 e 12.000 vagas para a formação de especialistas até 2020. Ficam várias perguntas, como por exemplo, com qual corpo docente? Com quantos novos hospitaisescolas criados? Para o Dr. Florisval Meinão, presidente da Associação Paulista de Medicina (APM), a abertura indiscriminada tem caráter estritamente político-eleitoral, sem uma discussão técnica sobre o tema. A décima edição do exame do Cremesp foi aplicada no dia 19/10/2014, com a participação de 3.360 egressos - e expressiva adesão. Vamos aguardar estes resultados e que eles sirvam como critérios para ações dos órgãos do Ministério da Educação e da Saúde!

APM News
Fevereiro 2019

Localização

Av. Eng. Fábio Roberto Barnabé, 709

Vila Teller - Indaiatuba/SP

CEP: 13330-535

Contatos

(19) 3875-7200

(19) 3875-0092

apm.ind@uol.com.br

APM Indaiatuba © 2019 - Todos os direitos reservados | MaPa.