× Home Diretoria APM News Eventos e Congressos Classificados Clube de Benefícios Área do Associado Associe-se Publicidade Localização Fale Conosco
Indaiatuba, 30 de Novembro de 2021
Dúvidas? Entre em contato: (19) 3875-7200
Publicado em 25/10/2021 às 10:16:43
Categoria: Artigo
Outubro Rosa 2021


Mais de 2,3 milhões de mulheres no mundo descobriram que estavam com câncer de mama em 2020. Esse tipo de tumor é o que mais acomete a população feminina brasileira e representa cerca de 24,5% de todos os tipos de neoplasias diagnosticadas ¹. Em 2019, o Brasil registrou 18.068 mortes por câncer de mama, sendo o principal tipo da doença que leva mulheres ao óbito.  Esses números justificam campanhas como a do Outubro Rosa.

Outubro Rosa é um movimento internacional, criado na década de 1990, que tem como objetivo a conscientização da população sobre o câncer de mama, através da divulgação de informações, além de proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento, aumentando a detecção precoce desse câncer e consequentemente contribuindo para a redução da mortalidade.

A campanha desse ano exige maior atenção a respeito da importância do rastreamento mamográfico, principalmente após divulgação de dados alarmantes que mostram redução de 45% das mamografias realizadas pelo SUS nos sete primeiros meses de 2020, na faixa etária de 50 a 69 anos. Segundo o Ministério da Saúde, o número de mamografias realizadas pelo SUS caiu entre janeiro e julho de 2020, em comparação com os anos anteriores. As mamografias realizadas até julho somaram 1,1 milhão, contra 2,1 milhões nos mesmos períodos de 2018 e 2019. A pandemia de COVID-19 foi o fator principal para a diminuição da procura por esse serviço, ainda que as unidades de saúde tenham mantido o atendimento.

Deve-se lembrar que o rastreamento mamográfico anual para mulheres assintomáticas, entre 40 a 75 anos é recomendado pelo Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR), a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO). 

Além do diagnóstico precoce através do rastreamento por mamografia, a prevenção é outro ponto chave da campanha do Outubro Rosa deste ano. No Brasil, em 2020, cerca de oito mil casos de câncer de mama tiveram relação direta com fatores comportamentais, como consumo de bebidas alcoólicas, excesso de peso, não ter amamentado e inatividade física.   O autocuidado deve ser promovido principalmente pelo incentivo à atividade física, que reduz até 5% dos casos de câncer de mama evitáveis.

O Outubro Rosa 2021 deve ser excepcionalmente valorizado, pois o diagnóstico precoce foi muito prejudicado pela pandemia da COVID-19.  Neste cenário a promoção de estilo de vida mais saudável e diagnóstico precoce devem ser lembrados.

Fonte: Instituto Nacional de Câncer- INCA