× Home Diretoria APM News Eventos e Congressos Classificados Clube de Benefícios Área do Associado Associe-se Publicidade Localização Fale Conosco
Indaiatuba, 06 de Agosto de 2021
Dúvidas? Entre em contato: (19) 3875-7200
Publicado em 20/07/2021 às 14:05:00
Categoria: Notícia em Destaque
Screening de Pré-Eclâmpsia (PE)


Definição: 
Pré-eclâmpsia (PE) é uma síndrome multissistêmica que surge durante a segunda metade da gestação. É caracterizada por hipertensão e proteinúria ou acometimento de órgãos-alvo maternos.

Prevalência: 
A PE ocorre em 2-5% das gestações. Em mulheres negras a taxa é 2-3 vezes maior do que em mulheres brancas. Sua forma de início precoce é uma das principais causas de mortalidade e morbidade materna e perinatal. É responsável direta pela morte de 76.000 mães e 500.000 bebês a cada ano. Enquanto é responsável por 14% das mortes maternas globalmente, na América Latina e Caribe, é responsável por cerca de 22% das mortes.

Complicações: 
A PE é uma das principais causas de morbimortalidade materna e perinatal. As complicações mais graves, que podem levar à morte materna, são a eclâmpsia, hemorragia cerebral ou acidente vascular cerebral, coagulação intravascular disseminada (CIVD) e síndrome HELLP.

Patogênese: 
Na PE, particularmente na PE pré-termo, o processo fisiológico de placentação é prejudicado. Alguns estudos demonstram que causas genéticas e imunológicas podem estar envolvidas. Rastreio de Pré-eclâmpsia
A Fetal Medicine Foundation (FMF) desenvolveu um método de rastreio que combina o risco inicial, utilizando as características maternas, história obstétrica, resultados de medidas biofísicas (Doppler das artérias uterinas e Pressão arterial média) e bioquímicas. Essa forma de rastreamento é capaz de detectar 100% das gestações que desenvolvem PE< 32semanas, 75% das gestações com PE< 37 semanas e 43% das gestações com PE> 37 semanas.

Indicações e aplicabilidade
O objetivo principal do rastreamento é encontrar pacientes que se beneficiariam de um acompanhamento adequado e intervenção farmacológica para redução da prevalência de PE.

O estudo ASPRE O estudo ASPRE foi um estudo multicêntrico internacional que utilizou o algoritmo da FMF para rastreamento de PE onde combina os fatores maternos e biomarcadores.
O uso da aspirina foi associado a uma redução de 62% na incidência de PE pré-termo e redução de 82% na incidência de PE antes de 34 semanas de gestação.
Com isso, concluímos que o rastreio de PE e o possível tratamento com aspirina e outras drogas possibilita uma diminuição na morbimortalidade materna e fetal.

References 1. Rolnik DL, Wright D, Poon LC, O’Gorman N, Syngelaki A, de Paco Matallana C, Akolekar R, Cicero S, Janga D, Singh M, Molina FS, Persico N, Jani JC, Plasencia W, Papaioannou G, Tenenbaum-Gavish K, Meiri H, Gizurarson S, Maclagan K, Nicolaides KH. Aspirin versus placebo in pregnanciesat high risk for pretermpreeclampsia. N Engl J Med 2017 Jun 28. doi: 10.1056/NEJMoa1704559. 2. Akolekar R, Syngelaki A, Poon L, Wright D, Nicolaides KH. Competingrisksmodel in earlyscreening for preeclampsiabybiophysicalandbiochemicalmarkers. Fetal DiagnTher 2013; 33: 8-15. 3. Bossuyt PM, Reitsma JB, Bruns DE, Gatsonis CA, Glasziou PP, Irwig L, LijmerJGMoher D, Rennie D, de Vet HCW, Kressel HY, Rifai N, Golub RM, Altman DG, Hooft L, Korevaar DA, Cohen JF, For the STARD Group. STARD 2015: Anupdatedlistofessentialitems for reportingdiagnosticaccuracystudies. BMJ 2015; 351: h5527. 4. Wright D, Syngelaki A, Akolekar R, Poon LC, Nicolaides KH. Competingrisksmodel in screening for preeclampsiaby maternal characteristicsand medical history. Am J ObstetGynecol 2015; 213: 62.e1-10. 5. Poon LC, Zymeri.

Marcos Fernando de Oliveira Freitas
Especialista em GO pela Febrasgo.
Título de Ultrassom Geral pelo CBR.
Título de Mamografia pelo CBR.
Pós graduando pela Universidade de Campinas.

MF Diagnóstico por Imagem
Rua João da Fonseca Bicudo, 384
Jd Pau Preto – Indaiatuba /SP
  Tel: 3816-6261 / 3894-3307